Campinas/SP - Quarta, 6 de julho de 2022 Agência de Notícias e Editora Gigo Notícias  
 
 
  home
  gigo notícias
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Whatsapp: (19) 98783-5187
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

CLIPPING: TONICO´S BOTECO

Folha de São Paulo - Caderno Campinas - Págs. 4 e 5 - Estação do Samba


Leia abaixo matéria na íntegra

O fim de semana em Campinas tem grandes apresentações de samba. Carlos Roberto Serrão, 54, faz show hoje, no Tonico’s Boteco, integrando o projeto Ala dos Compositores do Boteco, que está trazendo à cidade compositores de sambas-enredo das escolas do Rio de Janeiro. O sambista Noite ilustrada, 73, faz um show gratuito, domingo, recheando a programação de pré-Carnaval elaborada pela Prefeitura de Campinas.

A oportunidade, nesses shows, é apreciar composições de sucesso, que fazem parte da história do samba, na voz de seus autores.

Carlos Roberto Serrão compôs sucessos como “Nos Pagodes da Vida” e “Amor Sublime”. Em seu repertório de shows, costuma apresentar músicas tradicionais de Carnaval, como “Máscara Negra”, de Zé Ketti. O samba-enredo “Brazil com Z”, que deu o título do Carnaval do Rio, no ano passado, para a Mangueira, está nas apresentações.

Serrão nasceu no Estado do Pará, mas foi para o Rio de Janeiro antes de completar um ano. Aos 14 anos, fundou o bloco de samba Ninguém é de Ninguém, no bairro de São Cristóvão, e, depois, entrou para a escola de samba Acadêmicos da Abolição, do grupo C. Serrão prepara, para o final deste semestre, o lançamento do CD solo “Cara da Gente”. O sambista tem parcerias com Noca da Portela nos álbuns "Brasilidade” (1990) e “Manda me Chamar” (1996).

Noite ilustrada

Noite ilustrada consagrou-se como grande intérprete do samba. “Volta por Cima”, de Paulo Vanzolini, ficou consagrada em seu vozeirão.

Depois de 37 LPs e dez CDs lançados, o mineiro Mário de Souza Marques Filho foi produzido por Fernando Faro, em 2001, no lançamento de “Perfil de um Sambista”, pela gravadora Trama.

O show de Noite ilustrada deve contar com seus sucessos de carreira. O último CD traz 14 faixas de sua trajetória em novos arranjos. Dessas, apenas uma, a faixa-título, de Adauto Santos, é inédita no disco.

No repertório de Noite ilustrada estão os sucessos “Eu Nasci no Morro” e “Pra Machucar meu Coração”, de Ary de Barroso, e ainda “Meus Tempos de Criança”, de Ataulfo Alves.

Depois do show com Noite ilustrada, a noite será fechada com a apresentação da Orquestra de Frevo de Caruaru, fundada na cidade pernambucana em 1983. Marchinhas, samba e frevo compõem a sonoridade dessa banda, com 25 integrantes.

O espetáculo também tem dança e é dirigido por João Biano. Com o ritmo do frevo, canções típicas carnavalescas, como “Cabeleira do Zezé”, “Máscara Negra”, “Triste Madrugada” e “Maracangalha” estão no repertório da apresentação.

O grupo de samba Quarteto de Cordas Vocais, de Campinas, formado por Alessandro Dias, Adriano Dias, Dudu Baradel e Jorge Mateus, acompanha os shows com os sambistas Noite Ilustrada e Carlos Roberto Serrão. O quarteto acompanha todos os músicos do projeto Ala de Compositores do Boteco, que termina dia 20, com o show de Noca da Portela.

Tonico’s abre filial na estação do samba

A Secretaria de Cultura de Campinas investiu R$ 736 mil na programação de Carnaval deste ano, mas a abertura do pré-Carnaval, realizada com um show memorável dos sambistas Moacyr Luz, Walter Alfaiate, Délcio Carvalho, Luiz Carlos da Vila e Jards Macalé, teve a parceria do Tonico’s Boteco.

Segundo a diretora de Cultura Elizabeth Ribeiro, a prefeitura pagou a estrutura e parte dos cachés do megashow. Os valores pagos a cada artista ainda não foram divulgados.

Quem aprecia os quitutes, o chope e o atendimento do Tonico’s Boteco, no centro da cidade, terá acesso ao mesmo serviço enquanto aprecia a agenda do Carnaval 2003. O bar montou um estande na Estação Cultura.

Segundo o secretário de Cultura de Campinas, Valter Pomar; o bar foi escolhido pelo trabalho que vem desenvolvendo para divulgar o samba —projetos Mestres do Samba e Ala dos Compositores— em Campinas e também por ter solicitado a parceria com a prefeitura no ano passado.

A agenda do Carnaval 2003, divulgada pela Prefeitura de Campinas, é uma das mais recheadas dos últimos anos, isso graças a parcerias e à revitalização do espaço da antiga Fepasa, hoje Estação Cultura, espaço onde vai acontecer a maior parte dos eventos previstos na agenda.

A primeira medida tomada pela atual administração quanto ao Carnaval, em 2001, foi a retomada dos desfiles das escolas de samba na avenida Francisco Glicério, no centro. Segundo a Secretaria de Cultura, o Carnaval montado para este ano pretende resgatar as raízes populares do samba, investir na descentralização das comemorações e valorizar as diferentes linguagens relacionadas à festa popular.

Para isso, a prefeitura investiu R$ 736 mil em uma agenda que tem 35 dias a mais de eventos que no ano passado, e está incrementada com sambistas como Paulinho da Viola, Dona Ivone tara e Noite ilustrada. “Os convidados são aqueles que mantêm a tradição do samba. O esforço é para que o Carnaval aconteça em toda a cidade”, disse a prefeita Izalene Tiene (PT). O tema do Carnaval é Alegria por Toda Campinas.

A agenda de pré-Carnaval traz além de importantes nomes do samba nacional, oficinas de mara-catu, canto e percussão e shows com a bateria da Portela e com os grupos locais Mulheres Brasileiras, Bons Tempos, Cupinzeiro, Quarteto de Cordas Vocais e Choro Bandido.

O trabalho produzido por esses grupos de Campinas tem um compromisso com a pesquisa da tradição popular do samba. O Quarteto de Cordas Vocais e o Cupinzeiro são integrados por músicos jovens, mas envolvidos com projetos de samba.

No ano passado, o Carnaval em Campinas se resumiu aos desfiles das escolas de samba e dos cinco blocos da cidade.

Desfile

Segundo o secretário de Cultura de Campinas, Valter Pomar, a secretaria trabalhou, desde o início da administração, para retomar o desfile das escolas na avenida Francisco Glicério e também promover festas em todos os pontos da cidade.

“A prefeitura quer valorizar o samba de tradição. O contato dos sambistas da cidade com músicos como Paulinho da Mola promove um encontro importante. A intenção da secretaria não é ser paternalista, as escolas de samba tem de se organizar”.

A programação ainda engloba oficinas de maracatu, capoeira e bonecos gigantes, que são abertas a todos os interessados. Os ensaios são abertos e acontecem às terças, às 19h, e aos sábados, às 14h, na Estação Cultura. O maracatu fica sob a orientação dos grupos de percussão Nação Tainã e Urucungos, de Campinas.

O desfile para mostrar o resultado do trabalho vai ocorrer no dia 10 de março, às 18h, na avenida Francisco Glicério, antecedendo o desfile das escolas de samba.

As oficinas de percussão serão ministradas por Marcos Simplício, e a oficina de canto, por Roberto Bonifácio.

Bonecos

Os bonecos gigantes são uma tradição no Carnaval de Olinda (PE), mas também estarão na avenida durante a festa de Campinas. As oficinas de bonecos serão ministradas pela professora Maria Aparecida Adami Terra. Essas oficinas vão acontecer nos bairros Novo Campos Elíseos, Jardim Campo Belo e bairro Vitória de 8 a l4 deste mês. Outras turmas realizam oficinas nos bairros Jardim Santana, Casa de Cultura de Sousas e Jardim Florence 2 de 18 a 24.

Sesc vai ter Carnaval Elétrico

A programação de Carnaval já começa a esquentar nos bares e centros culturais. A Casa São Jorge, em Barão Geraldo, terá uma programação com música brasileira, samba e choro para este mês. Os músicos Marcelo Faileiros e Anderson Alves apresentam hoje música brasileira instrumental. O grupo Choro Bandido faz show amanhã, e o trio Taruína no sábado.

O grupo Chega de Demanda se apresenta nos dois próximos domingos. O Chega de Demanda é formado a partir do projeto Cupinzeiro, um grupo que pesquisa a raiz do samba e organiza frequentemente rodas de samba, preservando a tradição do estilo musical.

O bar Casa São Jorge fica na avenida Santa Isabel, 655, em Barão Geraldo (Tel.: xx/1913249-1588). A casa funciona de quarta a domingo, a partir das 17h.

O Sesc Campinas intensifica sua programação de Carnaval a partir do dia 22 deste mês. O local traz uma agenda que investiu nas manifestações regionalizadas, como Inimar e grupo Folia de Reis e grupo Alegre Bando, com repertório do início do século 20.

A atração diferenciada fica por conta do Carnaval Elétrico, no dia 27, às 19h, com baterias de samplers comandados por DJs. O Sesc Campinas fica na rua D. José 10, 270 (Tel.: 0/xx/19/3737-l515).

« voltar



   Gigo Notícias    Política de Privacidade