Campinas/SP - Quarta, 6 de julho de 2022 Agência de Notícias e Editora Gigo Notícias  
 
 
  home
  gigo notícias
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Whatsapp: (19) 98783-5187
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

CLIPPING: TONICO´S BOTECO

Correio Popular - Caderno C - Pág. 8 - Tia Surica


O que seria do samba sem as tias? Feijoada, caipirinha, roda no quintal, tudo preparado com carinho. Tia Surica é uma das tradicionais pastoras da Velha Guarda da Portela. No Rio de Janeiro, bem próxima à quadra da escola de samba, fica sua casa, chamada de “cafofo da Surica”, onde se remetem os bambas. Hoje, às 21h30, ela traz um pouco do clima aconchegante daquele cafofo para o Tonico’s Boteco, em Campinas, na segunda noite do projeto A Voz do Morro.

Dona Iranette Ferreira, a Tia Surica, vai interpretar os sambas que fizeram história na Portela. No repertório, Brasil Poderoso (Candeia, Picolino e. Waldir 59), Coração em Desalinho (Monarco e Ratinho), Ensaboa (Cartola), Grande Guiomar (Nei Lopes), Hino da Portela (Chico Santana), Hora da Partida (Mauro Diniz e Monarco), Indecisão (Candeia e Casquinha), Pagode do Vavá (Paulinho da Viola), Pintura Sem Arte (Candeia), Vai Vadiar (Monarco e Ratinho) e Vem Amor (Casquinha), entre outras preciosidades.

Filha de torcedores da Portela, aos três anos de idade Tia Surica estreou na aia das baianas da escola. Foi quando ganhou o apelido carinhoso da avó. No Carnaval de 1966, foi intérprete oficial da Portela como enredo Memórias de um Sargento de Milícias- composto por Paulinho da Viola. Também participou da gravação de quatro discos: A Vitoriosa Escola de Samba Portela (1957), Velha Guarda da Portela – Grandes Sambistas (1986), Homenagem a Paulo da Portela (1988) e Tudo Azul (1999).

Talentosa e sempre atual, Surtcagravou com nomes como Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, Nei Lopes, Mansa Monte e Cauby Peixoto.

CAVAQUINHO

E quem terá a honra de abrir o show de Tia Surica será a cantora e cavaquinista de Campinas IlcéiMiriam, acompanhada do grupo Hambas do Samba, que também fará a base para o vozeirão da dama da Portela. Ilcéi tem um CD lançado, Samba de Batom (Camerati), que térá o repertório passado no show de hoje.

O projeto A Voz do Morro tem conf ir, mado nomes como Monarco, Nelson Sargento, Serginho Procópio e Tantinho. Os artistas convidados terão sempre o acompanhamento de músicos envolvidos com o samba em Campinas. Além de Ilcéi e Bambas do Samba, Bons Tempos, Quarteto de Cordas Vocais, Velha Arte do Samba e Ido Luis e o grupo Raiz do Samba se revezam no suporte aos sambistas e na abertura dos shows.

« voltar



   Gigo Notícias    Política de Privacidade