Campinas/SP - Quinta, 30 de junho de 2022 Agência de Notícias e Editora Gigo Notícias  
 
 
  home
  gigo notícias
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Whatsapp: (19) 98783-5187
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

CLIPPING: TONICO´S BOTECO

Maxpress - On line - João Suplicy leva "Cafezinho" ao Tonico´s


O cantor e compositor João Suplicy faz um show baseado no novo CD ´Cafezinho´, sábado (dia 18), a partir das 21h30 no Tonico´s Boteco. Suplicy toca ao violão canções do álbum, das quais destacou a música de trabalho "Choramingando", além de composições do primeiro trabalho, ´Musiqueiro´ (de 1998) e versões para músicas como ´Berimbau´ de Baden Powel e Vinícius e ´Se você pensa´, de Roberto Carlos.

Apesar do repertório base, João explica que "o show é flexível. Rola de acordo com o que eu vou sentindo do ambiente" - explicou. O couvert artístico é de R$12 sem consumação mínima. O Tonico´s fica na rua Barão de Jaguara, 1373, no centro de Campinas/SP. Faz reservas de mesas pelo fone (19) 3236 1664, e mantém convênio com os estacionamentos Do Carmo e Simopark. João Suplicy (28 anos) despertou para a música logo na infância, ao som dos Beatles que seu irmão, o roqueiro Supla, tocava em casa. Estudou música e aos 16 anos e após cantar no programa de Roni Von junto com seu pai, João recebeu um convite da Sony para gravar um disco. Mas, a fim de se aperfeiçoar recusou e foi para Los Angeles estudar guitarra no Musicians Institute.

De volta ao Brasil, João formou a Banda "Os Viscondes" com a qual se apresentou em diversas casas do Rio. Após um ano e meio, influenciado pelos sons de João Bosco, Lenine, Chico Buarque e outros, João partiu para a carreira solo.

Aprofundou seus conhecimentos harmônicos com o mestre Sérgio Benevenuto e iniciou sua parceria com o compositor João Pellegrino, com quem já tem mais de 70 músicas.

Seu primeiro CD lançado em 1998 pelo Selo ST2, foi produzido por Bid (produtor de Chico Science) e batizado "Musiqueiro", nome de uma de suas canções. Um vídeo clipe dirigido por André Abujamra foi feito para a faixa "Vozes", música que se tornou obrigatória nos bailes de samba rock.

Desde o lançamento do "Musiqueiro", João vem se apresentando com freqüência em diversas casas de São Paulo, fez temporada no Blen Blen com diversos convidados, como Toquinho, Jair Rodrigues, Toni Garrido, André Abujamra, Chico Cezar, Zeca Baleiro, Simoninha, Supla, Marcos Suzano e outros.

Agora lançando em parceria com o selo Circuito Musical o seu segundo CD "Cafezinho", assinando a produção com Guga Stroeter, João Suplicy solidifica o seu estilo com um trabalho maduro e inicia uma nova fase em sua carreira.

´Cafezinho´

Depois do elogiado CD "Musiqueiro" (1998) o cantor e compositor João Suplicy, em parceria com o selo "Circuito Musical", apresenta o seu mais recente trabalho "Cafezinho" no qual transita com naturalidade por diversos segmentos da música brasileira como o samba, samba-rock e bossa nova.

Durante os shows do trabalho anterior, no qual chegou a dividir o palco com grandes nomes da MPB como Toquinho, Jair Rodrigues, Toni Garrido, Zeca Baleiro e Chico César, João percebeu que o público reagia melhor quando compreendia as letras das canções. Daí surgiu a idéia de fazer um trabalho mais intimista.

"Cafezinho" é um disco que prioriza a essência das composições. Os arranjos foram criados a partir do violão do artista que trocou a bateria pela percussão ousando na formação do naipe de metais composto por trombone, tuba, flauta e flautim.

O novo disco mostra uma inquietação do artista que sempre procurou a diversidade sem, contudo, abrir mão do seu estilo. O parceiro João Pellegrino aparece novamente neste trabalho dividindo quase todas as composições com João Suplicy, que assina sozinho três das 14 faixas do CD. O amadurecimento artístico do "Musiqueiro" aparece também na produção do disco que divide com Guga Stroeter.

A cortina de "Cafezinho" se abre com "Pura Elegância", um samba rock marcado por um forte arranjo de metais e pelo alto astral que impera no disco. Nas 13 faixas seguintes consolida-se a unidade poética, a preocupação com a harmonia e a valorização dos ritmos brasileiros.

Vale destacar ainda, neste novo trabalho, a participação do cantor e compositor Toquinho na faixa "Quando a Noite vai Chegando", que com seu violão inconfundível acrescentou mais sabor ao Cafezinho.

« voltar



   Gigo Notícias    Política de Privacidade