Campinas/SP - Sábado, 2 de julho de 2022 Agência de Notícias e Editora Gigo Notícias  
 
 
  home
  gigo notícias
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Whatsapp: (19) 98783-5187
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

CLIPPING: ALCAMP

Correio Popular - Caderno de Economia - pág. B1 - Nova cara para a tradicional cesta de natal


A cesta de Natal, que tradicionalmente era utilizada pelas empresas como presente para os funcionários e clientes, passou a significar também, um presente para ser oferecido a amigos e parentes. Isso aconteceu porque as empresas tornaram-se mais criativas e sofisticadas e lançaram as “cestas personalizadas”, nas quais o cliente pode optar pelos produtos devem compor o “presente”.

Sejam pré-montadas ou definidas de acordo com a personalidade ou o gosto de quem será presenteado, as cestas representam o tipo de presente que todos gostam de ganhar No Empório D’Gustta, por exemplo, há dez opções de “cestas de Natal”, além de oito “kits natalinos”, que podem ser encontrados diretamente na loja ou solicitados pelo site da empresa.

De acordo com o gerente da empresa, Júlio César Pedrosa, o Empório D’Gustta montou as listas de produtos para as cestas e kits pensando nas pessoas que a receberão de presente. “Escolhemos os melhores artigos, sejam eles nacionais ou importados, variando a quantidade de itens e as embalagens para poder atender todos os públicos”, falou.

“No entanto, quem quiser montar o seu próprio presente poderá escolher qualquer um dos artigos que temos disponíveis na loja. Nós sentimos que a cesta se transformou em um presente muito mais pessoal que empresarial”, complementou.

As cestas já montadas têm a vantagem de oferecer produtos combinados. A idéia é dar opções para os clientes terem uma sugestão de cardápio que pode ser servido em um jantar ou na própria ceia de Natal. Com isso, além dos tradicionais produtos, como castanhas, frutas secas e panetone, há sugestões combinadas para entradas, prato principal e sobremesa. “São produtos que agradam desde o chefe da família até as crianças. Numa mesma cesta, a pessoa presenteia a família toda”, contou.

Os preços variam de R$ 69,52 a R$ 817,49. As cestas mais sofisticadas são vendidas em caixas de vime ou madeira e possuem até 41 itens. “Mas se o cliente quiser ampliar o presente, podemos montar cestas de R$ 2 ou R$ 3 mil. E estamos muito otimistas, apesar de não ter um parâmetro com o ano todo. Abrimos a loja em novembro do ano passado e, em relação ao mesmo período de 2002, esperamos um crescimento de até 150%”, completou.

A proprietária da Casa da Velha Bruxa, Cláudia Lucon, disse que a cesta personalizada é um presente muito procurado nesta época do ano. “Montamos cestas com chocolates e bebidas, ou com chocolates e anjinhos e bichinhos de pelúcia para as crianças”, explicou.

Cláudia disse que procura fazer um trabalho diferenciado para que a cesta realmente seja um presente. “Ao invés de colocarmos as frutas secas, por exemplo, em pacotes, colocamos em cestinhas separadas. E o mesmo produto que vai nas cestas convencionais, mas fica mais elaborado”, falou.
Segundo ela, os custos dos produtos, em muitos casos, tiveram redução em comparação com o mesmo período do ano passado. É o caso das frutas secas. Outros, como o chocolate, tiveram aumento. Portanto, o preço final ficará equilibrado. “Com relação às vendas estamos otimistas e esperando um crescimento de até 15% neste ano”, concluiu.

MERCADO EM EXPANSÃO

Mas não são apenas as cestas personalizadas que fazem sucesso nesta época do ano. As tradicionais cestas de Natal também aquecem o mercado. E os números confirmam o otimismo dos empresários. A ALCAMP, por exemplo, uma das maiores empresas no mercado nacional, sediada em Campinas, tem como meta vender 1,2 milhões de cestas neste ano, ou seja, pelo menos 200 mil cestas a mais que no ano passado.

E para alcançar este objetivo a empresa diversificou a linha de produtos, investiu na estrutura de produção e ampliou o número de pontos de vendas e representações dentro e fora do Estado de São Paulo.

Já as cestas especiais também ganharam espaço na Alcamp. Segundo o gerente de Produção da empresa, Wagner Souza, a média diária de produção oscila até o período das festas em função, justamente, do grande número de pedidos de cestas personalizadas. “Isso ocorre porque trabalhamos com produtos diferenciados solicitados pelos clientes e encomendados em menor escala, que não podem ser montados em série”, explicou.

« voltar



   Gigo Notícias    Política de Privacidade