Campinas/SP - Quarta, 22 de maio de 2024 Agência de Notícias e Editora Gigo Notícias  
 
 
  home
  gigo notícias
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Whatsapp: (19) 98783-5187
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

T.KAÇULA LEVA O SAMBA PAULISTA AO TONICO’ S  


Reduto da boa música brasileira em Campinas, o Tonico´s Boteco tornou-se uma referência cultural no centro da cidade por receber artistas e intelectuais para apresentações, lançamentos e outras reuniões descontraídas. O nome é uma homenagem ao maestro e compositor Antonio Carlos Gomes, cujo apelido era Tonico. O casarão centenário onde está instalado o boteco foi preservado com toda estrutura arquitetônica original, e está localizado em frente a praça Antônio Pompeu, marco zero de Campinas, cercado de referências históricas e culturais. É um ponto de encontro diferenciado na noite campineira: um espaço boêmio onde a informalidade, a sofisticação e o ambiente agradável convivem em harmonia. Na decoração, painéis fotográficos da cidade antiga e posters de obras do maestro. No cardápio, pratos variados que vão desde os acepipes, petiscos e sanduíches especiais até pratos a La Carte. Na parte de bebidas, diferenciais como pingas aromáticas, o stanheguer W Double (exclusividade na cidade) e aperitivos exclusivos, além do chopp e cerveja sempre muito gelados. A casa é do empresário Paulo Henrique de Oliveira, não cobra consumação mínima, aceita todos os cartões de créditos e mantém convênio com os estacionamentos do Carmo e Simopark. Rua Barão de Jaguará - 1373, no Centro, em Campinas / SP. Reservas de mesa e informações pelo fone: (19) 3236 1664.


»
Baú de Notícias
» Galeria de Fotos

» Clipping

   



O sambista T. Caçula é o convidado especial do Tonico´s Boteco em Campinas, no sábado dia 28 de março. Com show a partir das 22 horas e couvert de R$ 12,00, a casa promete reviver o melhor das rodas de samba paulistas. O Tonico´s fica na rua Barão de Jaguara, 1313, no centro de Campinas (SP). Informações e reservas pelo fone (19) 3236 1664.

Histórico de T. Kaçula

Iniciou sua carreira como músico em 1985, integrando o Grupo “Sem Malícia” e em 1990 integrou o Grupo “União da Raça”, quando gravou o primeiro disco pela Zimbabwe Records.
Integrou o “Clube dos Sambistas de São Paulo” onde, em virtude de suas constantes buscas por informações sobre o Samba Paulista, teve a oportunidade de trocá-las com Oswaldinho da Cuíca, Silvio Modesto, Walter Babu, Tiquinho batuqueiro, Seu Nenê da Vila Matilde, Carlão do Peruche e Sr. Miguel Fasanelli (Contemporânea Instrumentos Musicais) Baluartes do samba paulista.
Desenvolveu durante cinco anos um trabalho cultural no “Espaço Contemporânea”, na Rua do Samba Paulista. É idealizador do “Projeto Cultural Samba Autêntico”, que congrega os vários movimentos de sambistas em todo o Brasil e, juntamente com o “Movimento Cultural Samba na Veia (RJ)” promoveu um intercâmbio musical e cultural entre as duas cidades através dessa união criou o “Projeto Cultural Terreiros do Brasil” que hoje reúne sambistas de sete estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Santa Catarina, Paraná e Pernambuco.
Em suas andanças pelo Rio de Janeiro, realizou um trabalho de interação com a “Velha Guarda da Portela” (Casquinha, Jair do Cavaquinho, Monarco, Tia Doca e Surica), aproveitou a oportunidade de aprender e trocar experiências em conversas com os grandes sambistas como Wilson Moreira e Noca da Portela, tornou-se parceiro de composição de Ivan Milanez (participação especial em música gravada por Zeca Pagodinho).
Participou também de um projeto - realizado no “Centro Cultural José Bonifácio”, localizado no Bairro da Gamboa (RJ) - e liderado pelo “Movimento Cultural Samba na Veia”, que trouxe durante os seis meses (6) de duração do projeto, grandes nomes do samba, como: Luiz Carlos da Vila, Ney Lopes, Nelson Sargento, Marquinho de Oswaldo Cruz, David do Pandeiro e Monarco – ambos da “Velha Guarda da Portela”. Nesta oportunidade teve a honra e o prazer de ser convidado para acompanhar a todos durante toda a programação.
Ministrou aulas na Universidade Livre de Música – ULM atual Centro de Estudos Musicais Tom Jobim, em curso realizado pela União das Escolas de Samba Paulistanas – UESP, voltado à formação de jurados para o carnaval de São Paulo.
Foi responsável, junto ao “Projeto Cultural Samba Autêntico” pela parte musical da entrega do prêmio “Os Melhores do carnaval”, promovido pelo Jornal “Diário de São Paulo”, na casa de shows “Olympia”, em março/2002. E Tom Brasil 04/2003
Apresentou-se no Teatro São Pedro, localizado no Bairro da Barra Funda, no show comemorativo à “Semana da Consciência Negra”, promovido pela Secretaria de Estado da Cultura, que contou com a participação do “Projeto Cultural Samba Autêntico”, Leci Brandão, Reynaldo, e Companhia de Dança de Cabo Verde.
Recebeu homenagem da Prefeitura Municipal de Pirapora do Bom Jesus, em nome do “Projeto Cultural Samba Autêntico” por militar em prol da valorização e pesquisa da cultura do samba Paulista.
Recebeu diploma em reconhecimento ao profundo trabalho de pesquisa sobre a historia do Samba no evento “Primeira Semana do Samba Paulista”.
Participou de várias rodas de samba no Rio de Janeiro, ao lado de Zeca Pagodinho, Luiz Carlos da Vila, Arlindo Cruz, Monarco, Rildo Hora, Wilson Moreira, Noca da Portela, “Todos os Componentes da Velha Guarda da Portela”, Mauro Diniz (em show junto com Monarco na Quadra do Grêmio Recreativo e Cultural Estação Primeira de Mangueira), Beth Carvalho, “Velha Guarda do Império Serrano”, Dorina, Ivan Milanez e Jamelão, dentre outros.
Ainda no Rio de Janeiro, participou do Fórum dos Sambistas do Rio de Janeiro onde, através de palestras, contribuiu para o processo de intercâmbio, troca de idéias e informações culturais entre os dois Estados.

Participou das tradicionais rodas de samba no “Cacique de Ramos” onde tocou e trocou experiências com vários sambistas do Rio de Janeiro.
Ainda no rio, participou de três edições do tradicional “Samba do Trem” onde reúnem a “NATA” do samba carioca.
Em outubro de 2001, produziu, o 1. º CD do “Projeto Cultural Samba Autêntico”, com a participação de grandes nomes do Samba. Em meados de 2001, participou do “1. º Afromack”, evento realizado na “Universidade Mackenzie”. Primeiro evento ligado ao samba e à cultura afro-descendente em 134 (cento e trinta e quatro) anos de existência dessa universidade. Em Novembro/dezembro de 2002, Produziu o CD de Sambas de Enredo do carnaval de 2003, em meados de 2003 produziu os CDs do carnaval 2004 da UESP (União das Escolas de Samba Paulistanas).
Foi um dos organizadores e coordenadores do “Projeto Samba e Cidadania para Todos” uma homenagem aos grandes nomes da “Velha Guarda do Samba Paulista”, promovido pelo “Projeto Cultural Samba Autêntico” em parceria com a “União de Negros pela Igualdade - UNEGRO/SP”, a “União das Escolas de Samba Paulistanas – UESP”, universidade Cruzeira do Sul – UNICSUL”, em conjunto com a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania e Secretaria da Juventude Esporte e Lazer. Realizado no “Espaço da Cidadania”, localizado no Pátio do Colégio, centro da cidade de São Paulo
Idealizou um projeto de criar uma Casa de Cultura no Bairro da Casa Verde zona norte de São Paulo, uma espécie de Centro de Referência para a Juventude abrangendo várias atividades culturais, dando assim uma oportunidade de levar a cultura e a cidadania para os jovens da periferia.
Em 02/2003 fez temporada de (05) cinco dias de shows em São Luiz do Maranhão em evento realizado pela Prefeitura da Cidade.
Participou do projeto “Bambas do Samba, Samba de Bumbo” realizado em 03/2003 pelo SESC São Paulo e foi um dos organizadores do “pagode da Tia Doca” (SP) como diretor artístico.
Em 2003 gravou seu primeiro CD com participações especiais de sambistas como seu Carlão do Peruche, a Velha Guarda da Camisa, Almir Guineto, Embaixada do Samba, Ivan Milanez (V. Guarda do Império Serrano).
É um dos idealizadores e coordenadores do PROJETO RUA DO SAMBA PAULISTA que acontece mensalmente desde novembro de 2002 situada á Rua General Osório no centro velho da capital evento este que reúne cerca de seis mil pessoas mês com o objetivo de manter sempre presente as tradições do samba e dos sambistas da velha guarda.
Coordena também o PROJETO MEMÓRIA DO SAMBA PAULISTA que está fazendo um registro fonográfico da velha guarda do samba paulista. Trata-se de uma coleção com 12 CD´S acompanhados de um livro que está escrevendo onde conta a História do samba paulista e dos sambistas que participam do projeto a partir do século XVIII.
No dia 02 de Dezembro de 2005, recebeu um dos maiores e mais importantes reconhecimentos pelo se trabalho, por sua luta e sua dedicação em defesa e propagação do Samba Paulista, recebendo o título de “Cidadão Sambista de São Paulo” outorgado pelo Deputado Rodrigo Garcia (Presidente da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo) por indicação do Deputado Nivaldo Santana que instituiu através de projeto de lei n* 12.139/05 o dia 02 de dezembro como dia do Samba no Estado de São Paulo.
Em setembro de 2008 a convite do Consulado Brasileiro em Barcelona e da Associação de Capoeira Vadiação, ministrou palestras com a temática focada nas origens das manifestações culturais de matriz africana no Brasil no evento 1* Ciclo de Debates “Universo Negro Brasileño” onde apresentou seu intenso trabalho de pesquisa sobre as origens do samba no Brasil. No mesmo período realizou seu primeiro show internacional na casa de eventos “Sala Monastério” também em Barcelona – Espanha.
Esta escrevendo um livro sobre as origens do samba na Casa Verde principal bairro da capital que reúne a maior parte dos sambistas de São Paulo resultado de seu intenso trabalho como pesquisador e que também será registrado no livro “Memória do Samba Paulista” com um olhar mais ampliado focando o samba no âmbito Estadual.


Contato:
Marcos Ferreira, produtor cultural
ritmosbrasil@ig.com.br

 

 
 
   
   
« voltar  


   Gigo Notícias    Política de Privacidade