Campinas/SP - Domingo, 22 de outubro de 2017 Agência de Notícias e Editora Comunicativa Ltda.  
 
 
  home
  comunicativa
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Telefone: (19) 3256-4863
Fax: (19) 3256-9059
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

MOSTRA DE CIÊNCIA E ARTE NO INTEGRAL  


O Colégio Integral foi criado em 1982, primeiramente para funcionar como Cursinho, exclusivamente. Hoje oferece vagas desde o Ensino Fundamental em 4 unidades na cidade, uma dentro do Alphaville Campinas e mais onze franqueadas na região. Luiz Antônio Fernandes é o diretor geral do Colégio em Campinas. A relação com a Comunicativa ACJ teve início em 1996 com a produção de informativos institucionais impressos, depois o BoleTeen voltado para o público interno e em seguida, uma versão para a Internet. Hoje o trabalho está restrito a Assessoria de Imprensa.


»
Baú de Notícias

   


COLÉGIO INTEGRAL ESPERA PÚBLICO RECORDE

Expectativa de superar as 2 mil pessoas que compareceram a Mostra no ano passado

Com os portões abertos ao público, a 9ª Mostra de Trabalhos dos alunos do Colégio Integral Campinas, Ciência & Arte, espera superar a marca de duas mil pessoas, referente ao público do ano passado. A Mostra acontece no próximo sábado, dia 10 de novembro, das 14h as 17h, na Unidade Alphaville e conta com a participação de cerca de 450 alunos do Infantil a 8ª série do Ensino Fundamental da escola, que apresentam mais de 42 trabalhos referentes as matérias que fazem parte do currículo escolar. Os trabalhos que serão apresentados passaram por uma triagem. Os alunos fizeram um pré-projeto que foi apresentado para avaliação de uma banca examinadora,onde receberam o aval para a Mostra.


CRIANÇAS PRODUZEM TELEJORNAL AMBIENTAL

Alunos do Colégio Integral Campinas produzem telejornal para mostrar a realidade ambiental na cidade

Cerca de 30 alunos de 4ª série do Ensino Fundamental do Colégio Integral Campinas apresentam durante a 9ª Mostra de Trabalhos dos Alunos do Integral, Ciência & Arte, um telejornal temático, produzido pelos próprios alunos e orientado pela professora Cintia Carmona, sobre a saúde ambiental na cidade de Campinas. O telejornal tem duração de aproximadamente 30 minutos e será apresentado durante 4 seções - 14h; 15h; 16h; 17h. A apresentação será ao vivo e será instalado um telão para rodar as matérias editadas e uma entrevista.
Os alunos captaram imagens e observaram a conservação da vegetação e dos animais que vivem no Parque Ecológico, Parque de Portugal (onde fica localizada a Lagoa do Taquaral) e no Bosque dos Jequitibás. Outros temas abordados durante o telejornal serão os índices de poluição na cidade com enfoque na qualidade da água dos córregos, o tratamento de água e esgoto da cidade e o destino do lixo coletado. O telejornal também conta com uma entrevista do Biólogo José Simões, que explica os riscos do Antrax, uma bactéria que está assombrando os EUA e todo ocidente.
Para a professora e coordenadora do projeto, Cintia Carmona, é importante que além dos alunos apenas pesquisarem em livros e Internet os assuntos escolhidos, eles entrem em contato com a realidade daquilo que eles estão querendo dizer. "A produção desse telejornal é uma forma diferente de envolver os alunos no trabalho que eles apresentarão na Mostra, além de proporcionar aos visitantes uma apreciação mais agradável", afirma Cintia.
A produção do telejornal começou com um levantamento de pautas. Logo após os alunos se subdividiram em grupos onde pesquisaram sobre cada assunto e foram aos locais observarem a situação para produzirem textos e captarem imagens. Por fim, as imagens foram editadas e o telejornal foi montado.

Mais Informações: Cintia Carmona, coordenadora projeto, fone: (19) 3252-5400


ALUNOS RESGATAM MEMÓRIA DA "ÉPOCA DE OURO" DO RÁDIO

Projeto é baseado em programação radiofônica da década de 40 para resgatar memórias do rádio e passar ao público mensagem ambiental

A "Época de Ouro" do rádio brasileiro será relembrada por cerca de 22 alunos da 4ª série do Ensino Fundamental do Colégio Integral Campinas, durante a 9ª Mostra de Trabalhos dos Alunos, Ciência & Arte. Como atração principal, os alunos apresentam a radionovela que tem como tema as histórias de amor características da época e o apelo de preservação ao meio ambiente. O programa tem duração de aproximadamente 30 min e a programação será dividida com o telejornal ambiental. O cenário e o programa foram elaborados através de uma pesquisa sobre como era uma programação de rádio na década de 40. A apresentação será realizada em 4 seções - 14h; 15h; 16h; 17h.
Segundo a professora e coordenadora do Trabalho Rosana Carvalho Calvo, além da mensagem e do resgate histórico, uma das metas é montar o trabalho com custo praticamente zero. "A meta custo Zero é para que os alunos tenham criatividade para invés de gastar dinheiro comprando uma coisa pronta possam produzir o material necessário. É o não consumismo", afirma a professoa.
Os alunos foram divididos em subgrupos para que cada um tenha suas respectivas funções dentro da "rádio". Eles produziram simulações de Jingles publicitários, entrevistas fictiças, efeitos sonoplásticos da radionovela, entre outras atividades.
A radionovela será a história de um casal apaixonado. Serginho é um homem aventureiro que passa a maior parte do seu tempo pelo mundo afora pescando, caçando para vender e proporcionar a sua querida noiva, chamada Lindinha, uma vida boa. Ele se empenha em presenteá-la com passarinhos presos na gaiola, com peixes em aquário. Um dia, Serginho chega com um pássaro engaiolado e Lindinha não aceita o presente e avisa seu amado que não gostaria de receber presentes como esse, pois, sacrificava a vida natural dos animais. Com o tempo Serginho se rende as solicitações de Lindinha e começa a respeitar a natureza.

Mais Informações: Professora Rosana Carvalho Calvo, fone: (19) 3296-5444


DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE É TEMA DE APRESENTAÇÃO

Alunos da 2ª série do Colégio Integral Campinas apresentam trabalho sobre o contraste do Estatuto da Criança e do adolescente e a realidade do menor no país

Embora exista o estatuto para proteção dos direitos da criança e do adolescente, o que está no papel contradiz com as cenas que vemos diariamente nas ruas. Cada vez mais cresce o número de menores que deixam os bancos escolares para ajudar no sustento da família e até mesmo para ingressar no mundo da criminalidade. Tendo em vista esse visível problema na sociedade brasileira, cerca de 70 alunos da 2ª série do Ensino Fundamental do Colégio Integral Campinas desenvolveram uma apresentação sobre o contraste do teor do Estatuto da Criança e do Adolescente com a realidade do menor no Brasil. Segundo a professora Simone Suzuki, coordenadora do projeto, os alunos devem desde cedo ter conhecimento que existe uma outra realidade que não são a deles e ter a conciência de mudar esse quadro. "Nós temos que desenvolver nas crianças o espírito de cidadania. ", explica Simone.
A inspiração para a elaboração do trabalho surgiu do livro do jornalista e escritor Gilberto Dimenstein, intitulado "O Cidadão de Papel". O livro conta a história de uma rede que une o assassinato de crianças, a violência, a fome e a falta de escola com o desenvolvimento da economia, a crise da educação, a falta de emprego. Entender essa rede contribui para que os jovens possam mudar a realidade. Os alunos montarão durante a apresentação o "Cidadão de papel", com papel Machê.
A apresentação terá algumas etapas. Os alunos farão uma análise dos registros de imagem do fotógrafo Sebastião Salgado, para ilustrar através de cenas reais a falta de cumprimento das leis que dizem respeito aos direitos da Criança e do Adolescente.
Numa outra etapa todos os visitantes recortarão um papel com o formato de suas mãos e escreverão uma mensagem sobre o tema abordado na apresentação. Com esses papéis será formada uma bandeira. No final da apresentação os alunos montarão junto com os visitantes dois tipos de brinquedos folclóricos, o bioboquê e o vai-e-vem, com material sucateado. "Com a construção de brinquedos a base de material sucateado é despertar a criatividade e o senso ambiental no visitante", afirma Simone.

Mais Informações: Professora Simone Suzuki, fone: (19) 3252-5400

 

 
 
   
   
« voltar  


   Clicknotícia® by Comunicativa    Política de Privacidade Desenvolvimento: Webcompany®