Campinas/SP - Segunda, 4 de julho de 2022 Agência de Notícias e Editora Gigo Notícias  
 
 
  home
  gigo notícias
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Whatsapp: (19) 98783-5187
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

CAMPINAS É ESCOLHIDA PARA SER CAPITAL DA LINGERIE  


A Capital da Lingerie é um centro coletivo de distribuição de moda íntima que reúne mais de 100 fabricantes de lingerie de Nova Friburgo (RJ). Está localizada em Campinas (SP), cidade escolhida pela localização estratégica e foi criada com a finalidade de aproximar os fabricantes das revendedoras da região sudeste, principal foco de consumo de lingeries do país. Os fabricantes da serra fluminense são famosos pelos lingeries de qualidade, beleza e preço acessível. Após a tragédia de 2011, quando uma enchente devastou aquela região, destruiu confecções e matou centenas de pessoas, os turistas e compradores sumiram da cidade. Diante da nova situação, os fabricantes precisaram buscar estratégias para retomar a produção. A abertura da Capital da Lingerie em Campinas foi uma das estratégias escolhidas. O grupo começou pequeno, com apenas 24 fabricantes no início de 2015. Mas deu tão certo que hoje são mais de uma centena de confecções que enviam suas peças para atender a mais de dez mil revendedoras que buscam a central, pela facilidade de ter modelos de várias confecções em um só local, bem localizado e com fácil acesso. A central de distribuição ‘Capital da Lingerie’ fica na Rua Abílio José dos Santos 42, Jardim Novo Campos Elíseos, em Campinas (SP). Tel.: (19) 3397-0227 https://www.facebook.com/capitaldalingeri/


»
Baú de Notícias

   


Mais de 100 confeções da serra fluminense enviam seus produtos para a Capital da Lingerie em Campinas


CAMPINAS, Maio/2016 - A história é de superação através da solidariedade sustentada no cooperativismo, companheirismo e na crença de que é possível o refazer-se, mesmo depois de tragédias avassaladoras. O grupo que está refazendo sua história não é pequeno, são 83 - número que pode ultrapassar 300 até 2020 – pequenos fabricantes de lingerie que perderam tudo na enchente de 2011, que devastou a cidade de Nova Friburgo (RJ), até então conhecida como a Capital da Lingerie. Eles estão retomando a produção, mas escolheram Campinas (SP) para montar um centro coletivo de distribuição, em função da localização estratégica.

E é nesse local – um barracão instalado no Jardim Novo Campos Elíseos e chamado de ‘Capital da Lingerie’ - que muitas outras pessoas estão conseguindo uma saída para a crise. São pequenos empreendedores individuais – a maioria mulheres - que passaram a se abastecer de variadas peças de lingerie para fazer vendas de porta em porta. O negócio vem crescendo, na contramão da crise. Diariamente chegam à central cerca de sete mil peças, trazidas solidariamente por uma empresa de transportes que ajuda os fabricantes de Friburgo e se reestruturarem. E quem compra, tem possibilidade de lucro de 300% ou mais.

O idealizador da empreitada é José Agnelo De La Belle Aguiar, que já teve uma fábrica de lingerie em Campinas no ano de 2.000, no mesmo barracão onde hoje está a central. A facilidade de negociação, bem como a qualidade e bom gosto das peças tem trazido compradores de locais distantes, como Pará e Bahia, mas também do interior de São Paulo. “O cara perde o emprego, vem aqui compra R$ 200,00 em mercadoria e consegue arrecadar R$ 600,00’” explica Agnelo. A compra mínima é de R$ 200 (a vista ou parcelado no cartão) e basta fazer um cadastro simples para comprar.

O grupo ainda está se fazendo conhecido na base de algumas ações na rede social, como a página no Facebook (Capital da Lingerie) e, principalmente no boca a boca. Em algumas cidades – como São Paulo, Guarulhos, Osasco, Jundiaí e Piracicaba - o interesse é tão grande que as revendedoras lotam vans para vir a Campinas comprar. E já começaram as primeiras negociações para exportação, com brasileiros sediados no Japão. Além do preço de atacado que permite comprar calcinhas básicas a R$ 1,48 cada, a criatividade dos fabricantes avançou para conjuntos de renda sofisticados, fantasias eróticas, cuecas e linha fitness.

A central de distribuição ‘Capital da Lingerie’ fica na Rua Abílio José dos Santos 42, Jardim Novo Campos Elíseos, em Campinas (SP). Tel.: (19) 3397-0227

 


Outras fotos :


A entrada da central de distribuição no bairro Campos Eliseos, em Campinas

 
 
   
   
« voltar  


   Gigo Notícias    Política de Privacidade