Campinas/SP - Quarta, 14 de novembro de 2018 Agência de Notícias e Editora Comunicativa Ltda.  
 
 
  home
  comunicativa
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Telefone: (19) 3256-4863
Fax: (19) 3256-9059
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

CIATOX DESCOBRE NOVA DROGA COM PODER LETAL  


Desde 2008 a Comunicativa passou a atuar no mercado de comunicação com características próprias de Agência de Notícias e Editora. Como Agência ela se propõe a levantar informações de interesse jornalístico, na macro região de Campinas, espontaneamente ou por demanda para difundí-las através do site www.clicknoticia.com.br. Como Editora ela coloca à disposição de instituições públicas ou privadas o seu corpo de profissionais para produção de publicações jornalísticas nas mídias hoje disponíveis. Ao conhecer a empresa e suas necessidades no setor de comunicação, podem ser sugeridas novas ferramentas através da elaboração de um Plano de Comunicação, incluindo jornal para os funcionários, publicações institucionais ou específicas para os clientes, abastecimento de sites, entre outras. Esse trabalho é pautado pelos critérios técnicos e a ética das notícias e suas conseqüências. A Comunicativa foi criada como prestadora de serviços jornalísticos em abril de 1996 em função da demanda de profissionais capacitados para interrelacionar o segmento corporativo e os veículos de comunicação jornalística. Fones: (19) 3256 4863 / 3256 9059


»
Baú de Notícias
» Galeria de Fotos

» Clipping

   



06/11/2018 - Um homem de 32 anos desmaiou após consumo de álcool e drogas sintéticas vendidas em uma festa rave. Ele recebeu os primeiros socorros, mas morreu na ambulância a caminho do hospital, na cidade de Aracaju, SE. Uma mulher de 26 anos foi encontrada inconsciente em seu apartamento. Na noite anterior, ela foi a uma festa rave e usou comprimidos de ecstasy e maconha. Um homem de 35 anos consumiu álcool e outras drogas em sua própria casa, por dois dias consecutivos. Ele foi encontrado inconsciente, com depressão neurológica. O paciente recebeu alta 35 dias depois, em estado vegetativo com danos neurológicos.

“A N-etilpentilona é uma droga sintética popular ainda com pouca informação sobre sua toxicologia e farmacologia. Os efeitos são semelhantes ao da cocaína, com sintomas que podem incluir palpitações, taquicardia, hipertensão, agitação, comportamento agressivo, convulsões, alucinações, coma e morte”, revela o toxicologista e professor da Unicamp José Luiz da Costa.

Os relatos destes e de outros casos de intoxicação feitos pela equipe do CIATox foram aceitos para publicação na revista Drug Testing and Analysis. Leia o artigo. Todos os seis indivíduos descritos no artigo eram suspeitos de exposição a drogas de abuso e tinham sintomas de intoxicação aguda por drogas. As amostras de sangue dos pacientes foram submetidas à triagem toxicológica padrão por cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massa. A concentração de álcool no sangue foi determinada por cromatografia gasosa com detecção por ionização de chama.

“Desenvolvemos e validamos um método analítico para a quantificação de N-etilpentilona em amostras de sangue e urina para diagnóstico das intoxicações e descrevemos os sintomas clínicos de cada caso. Descobrimos que as concentrações de N-etilpentilona no sangue humano variaram de 7 a 170 ng/mL”, explica Costa.

Ainda de acordo com o artigo, quatro dos seis casos descritos participaram de festas rave em que ingeriram comprimidos de ecstasy, outras drogas de abuso e álcool. De acordo com Costa, evidências recentes sugerem que as pílulas de ecstasy podem conter N-etilpentilona, isoladamente ou em combinação com o MDMA, princípio ativo comumente presente no ecstasy.

“Usuários de drogas recreativas devem estar cientes de que os efeitos da N-etilpentilona podem não imitar alguns efeitos do ecstasy e apresentar um risco substancial, uma vez que esse composto tem efeitos mais potentes e podem induzir a complicações cardiovasculares e neurológicas e levar a consequências médicas fatais”, alerta Costa.

Os telefones de contato do CIATox são: (19) 3521-7555, 3521-6700, 3521-7373.
 

 
 
   
   
« voltar  


   Clicknotícia® by Comunicativa    Política de Privacidade Desenvolvimento: Webcompany®